05/03/2009

Futebol pelo Brasil e o meu querido Botafogo Campeão!!!

E não podia dar outra. Depois do fiasco do Flamengo e do Vasco o Botafogo levou a Taça Guanabara ao vencer o Resende fácilmente por 3 x 0.
O Fluminense não foi páreo para o Botafogo na semifinal e o Flamengo desandou completamente contra o Resende na outra semi.
É assim, estava tudo combinado...rs, mas só o Fogão entendeu de verdade.
Na verdade lá no Rio, sou Botafogo... desde os tempos de Jairzinho, Roberto, Gérson, Rogério e outros craques. Tenho um filho Botafoguense que torce pela Lusa aqui em Sampa e eu tenho o Botafogo no coração, depois , claro da minha Gloriosa Portuguesa de Desportos.

Lá no RGS deu o combinado... O Internacional desta vez venceu o Grêmio e foi campeão pela milhonésima vez...rs...e assim vai.

Rapidinha

Incrível o Sport Recife. Está detonando na Libertadores com um time médio, porém com vontade e bem treinado (certo diretores da Portuguesa?). Resta saber até quando eles seguram a onda. Tomara que despachem os gringos... torço para isso.

Renato Baptista - Torcedor

ESPN, SPORTV e seus Comentaristas...

Há algum tempo a emissora ESPN tinha uma equipe consistente e coesa. Dava gosto assistir às suas mesas redondas e ouvir os comentários do pessoal todo. De uma hora para outra o chefão, torcedor do América (time que me é muito simpático) resolveu se tornar o cara mais emburrado, mal humorado e sem paciência do mundo da crônica esportiva ( e olha que tem alguns por aí que são intragáveis para nós torcedores), mas mesmo assim é um profissional que entende do assunto e sabe o que fala, assim como outros parceiros seus lá como o Calazans e outros.
Faço um parêntesis especial quando falo aqui do Paulo Vinícius Coelho, o PVC. Esse é um excelente profissional, conhecedor profundo de futebol e dono de uma inteligência invejável. Não sei como não deslancha na carreira e se eterniza de vez. Um mistério.

Pois bem... saíram de lá para a SporTV o narrador Milton Leite que abusa do bom humor e da sua irreverência e que torna prazeiroso para o telespectador continuar no canal... e o comentarista Paulo César Vasconcelos (não sei se é com "s" ou "z" o nome dele, perdoem-me).
Muito bem, acho que o problema maior da SporTV é mesmo a equipe de comentaristas, pois não conseguimos ouvir um que se salva ali. Alguns vão bem, como o Teixeira, que demonstra ser conhecedor do assunto e um ou outro mais, agora o Paulo C. Vasconcelos, ultrapassa o limite da paciência do telespectador.
Ele abusa do direito de se colocar em cima do muro e demonstra não entender nada de futebol (pode até conhecer, mas eu disse que não demosntra). Ele fala o óbvio, o que se vê, portanto não precisaria falar, claro, e torna-se chato e redundante. Comenta de uma forma que se percebe que ele se esforça para mostrar que domina o assunto e sabe mais do que todo mundo junto (mesmo falando a maior bobagem do mundo). Coloca no ar uma voz pastosa com aquele tom de sacocheismo que quer demonstrar que só ele sabe e resolve o jogo. É absolutamente irritante!!!
E pior... ele é Botafoguense e quando comenta jogo do Botafogo então, faz de tudo para esculhambar o seu próprio time só para mostrar que é imparcial.
Faça-me o favor Paulo César... não sei se você é chefe de redação, diretor, comentarista, mas não ultrapasse os limites do bom senso e faça do futebol uma alegria e não um suplício pegajoso apenas pelo fato de termos que ouvir você falando coisas que nada acrescentam a ninguém.

Que saudade do Roberto Avallone e de todas as suas exclamações e interrogações...

Renato Baptista - Torcedor

01/03/2009

Djalma Santos - Um Homem, um Atleta.

Comemoramos aqui os 80 anos de um homem. Um homem ao pé da letra, um atleta de altíssimo nível e que foi um dos maiores jogadores de futebol de todos os tempos.
Djalma Santos extrapolou todos os limites do que um profissional pode fazer pelos seus clubes, pela seleção do seu País e pela sua profissão. Sempre foi corretíssimo em todos os sentidos, nunca faltou a um treino, segundo li e sempre esteve à frente do que se exigia para um jogador nas sua posição, a lateral direita.
Djalma santos, um jogador que defendeu a Seleção Brasileira nas Copas de 58 e 62 e que na sua estréia que foi na grande final da Copa de 58, jogou apenas 90 minutos e foi considerado o maior lateral direito do torneio.
Foi ainda o primeiro jogador brasileiro a ser convocado para uma seleção da FIFA (isso poucos sabem).
Bi-campeão do mundo e jogador de apenas 3 times, estreiou na Portuguesa onde jogou 10 anos e depois foi para o Palmeiras onde também jogou cerca de 10 anos, e terminou sua carreira no Atlético Paranaense em 1970 como campeão paranense aos 42 anos. Isso porque quando um desses jogadores de hoje joga até os 38, 39 é admirado e considerado um ex-atleta em atividade por seu estado físico lastimável.
Djalma sempre foi um homem respeitável, nunca se leu sobre atitudes extrapoladas dele, nem muito menos frequentou baladas e nem se atirava à madrugada tendo a responsabilidade de um jogo ou um treino no dia seguinte.
Um verdadeiro atleta na concepção da palavra que exibe um físico respeitável aos 80 anos de idade e ainda joga suas peladas aos Domingos.
Parabéns Djalma Santos... que você seja eterno na memória e no coração dos apaixonados pelo futebol e que sirva de exemplo como homem para os pseudo-atletas de hoje, se é que eles conseguem enxergar suas atitudes.

Abraços desse torcedor que tanto o admira...

Renato Baptista